Prefeito do Rio de Janeiro chama Doria de “viado” e “vagabundo”, depois pede desculpas

Midia-728x90
Midia-320x90
Acorda DF
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), xingou de “viado” e “vagabundo” o governador de São Paulo João Doria (PSDB), durante reunião em que se defendia da acusação de ter provocado atrasos salariais de funcionários de Organização Social (OS) que presta serviço à saúde pública da capital fluminense. Os ataques foram expostos nas redes sociais no fim da noite da última quarta-feira (18). Doria reagiu lamentando o ataque preconceituoso que utilizou termo homofóbico, e chamou de “fim melancólico” a postura de Crivella.

Esbravejando, aos gritos, diante de uma plateia de apoiadores, o candidato à reeleição que disputa o 2º turno contra o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) acusou Dória de ser dono de uma OS de São Paulo. E disse ser um “discurso mentiroso e vagabundo” a acusação de que os atrasos de pagamentos para funcionários de OS são causados pela falta de repasse da Prefeitura do Rio de Janeiro.

“Eu entrei na Justiça contra esses vagabundos. Sabe o que eles fizeram? Dei dinheiro para pagar aos funcionários, eles pegaram e pagaram fornecedor, que tinha que pagar dia 10 de dezembro. E faltou dinheiro. Sabe de quem é essa OS? Essa OS é de São Paulo. É do Doria. Viado! Vagabundo!”, disse Crivella.

Veja o vídeo:

Leia também:

Comentários: